• Leonardo Töfel

Trabalhador exposto a ruídos tem direito a aposentadoria especial

Em ação que tramita na Justiça Federal um trabalhador que esteve 27 anos exposto a ruídos sonoros no setor industrial conseguiu o direito a aposentadoria especial. No seu recurso, o INSS buscava afastar a especialidade do período trabalhado pelo trabalhador.

O homem ajuizou ação contra o INSS em setembro de 2016 após ter um pedido administrativo de aposentadoria negado. Ele requereu que a especialidade das atividades que exerceu entre 1988 e 2015 fosse reconhecida. Nesse intervalo de tempo ele trabalhou em uma cooperativa agroindustrial dos setores de secagem e engenho.

Na apelação, o INSS tentava desvincular a especialidade do período trabalhado pelo segurado, o que foi negado pelo Tribunal Regional Federal o qual observou que as provas pericias produzidas demonstravam que o trabalho exercido pelo segurado se enquadrava nas hipóteses que levam a aposentadoria especial.


Com informações da assessoria de imprensa do TRF-4.

(51) 99694-1290

  • Facebook
  • Instagram

©2019 by Rodrigo Alves.